O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Atlético Nacional empata com Cerro e pega Chapecoense na final

Gazeta Esportiva

Atual campeão da Libertadores, Atlético Nacional eliminou Cerro Porteño (Foto: Luis Acosta/AFP)
Atual campeão da Libertadores, Atlético Nacional eliminou Cerro Porteño na semifinal (Foto: Luis Acosta/AFP)

A Chapecoense conheceu seu adversário na decisão na Copa Sul-Americana na noite desta quinta-feira. Em Medellin, o Atlético Nacional empatou sem gols com o Cerro Porteño e se classificou para a final do torneio, já que conseguiu o placar de 1 a 1 no Paraguai.
O primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana está marcado para a próxima quarta-feira, na Colômbia. Como a Conmebol exige um estádio com pelo menos 40 mil lugares para a decisão, a Chapecoense não poderá usar a Arena Condá – o time ainda decide entre Arena da Baixada, Couto Pereira, Beira-Rio e Arena do Grêmio.
Um dos clubes mais populares da Colômbia, o Club Atlético Nacional, fundado em 1947, possui dois títulos da Copa Libertadores (1989 e 2016). Já a Associação Chapecoense de Futebol, aos 43 anos, se prepara para disputar a primeira decisão internacional de sua existência.
Com o Estádio Atanasio Girardot completamente lotado por sua torcida, o Atlético Nacional criou a melhor oportunidade do primeiro tempo. Aos 34 minutos, após uma saída errada do Cerro Porteño, Berrio recebeu de Macnelly Torres e tentou driblar Anthony Silva, mas o goleiro conseguiu ficar com a bola.
Precisando de um gol para evitar a eliminação na semifinal, o Cerro Porteño quase inaugurou o marcador aos 19 minutos da etapa complementar. Beltran recebeu livre de Dominguez e bateu forte para uma grande defesa do goleiro Franco Armani.
Na tentativa de marcar, o Cerro Porteño acabou se expondo e viu sua missão ficar ainda mais complicada aos 38 minutos do segundo tempo. Em uma jogada de contra-ataque, Berrio recebeu em velocidade no rumo do gol e foi derrubado por Riveros, que acabou expulso. Em superioridade numérica, o time da casa soube como segurar a vaga.
Antes de enfrentar o Atlético Nacional na final da Sul-Americana, a Chapecoense entra em campo para participar da 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Às 17 horas (de Brasília) de domingo, no jogo que pode definir o campeão nacional, o time catarinense enfrenta o Palmeiras, no Palestra Itália.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO NACIONAL 0 X 0 CERRO PORTEÑO
Local: Estádio Atanasio Giradot, em Medellín (Colômbia)
Data: 24 de novembro de 2016 (Quinta-feira)
Horário: 22h45 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Marcelo Barraza (Chile)
Cartões amarelos: Alejandro Guerra (ATN); Álvaro Pereira, Cecilio Dominguez e Marcos Cáceres (CPN)
Cartões vermelhos: Marcos Riveros (CPN)
ATLÉTICO NACIONAL: Franco Armani, Mateus Uribe, Felipe Aguilar, Alexis Henríquez e Farid Díaz; Diego Arias, Juan Pablo Nieto (Alejandro Guerra), Orlando Berrío e Macnelly Torres; Andrés Ibarguen (Jhon Mosquera) e Ezequiel Rescaldani (Arley Rodriguez)
Técnico: Reinaldo Rueda
CERRO PORTEÑO: Antony Silva; Raúl Cáceres (Josué Colman), Junior Alonso, Marcos Cáceres e Álvaro Pereira; Rodrigo Rojas, Marcos Riveros, Silvio Torales (Jorge Rojas) e Marcelo Estigarribia (Pablo Velazquez); Cecilio Dominguez e Guillermo Beltran
Técnico: Gustavo Florentín
Postar um comentário