O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 20 de novembro de 2016

Dudu comanda vitória sobre o Bota e Palmeiras pode ser campeão domingo

Edoardo Ghirotto São PauloSP


Dudu: o camisa 7 e capitão do Palmeiras foi o grande nome da vitória sobre o Bota (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

A camisa 7 do Palmeiras é um daqueles elementos que podem ser considerados entidades do futebol. Responsável por trajá-la desde o ano passado, o atacante Dudu fez jus à sua história na tarde deste domingo. Com uma atuação decisiva do seu capitão, o Palmeiras venceu o Botafogo por 1 a 0, no Palestra Itália, e poderá ser campeão brasileiro no próximo domingo. Basta que o time de Cuca empate contra a Chapecoense, no próximo domingo, dia 26.
Dudu atormentou a zaga botafoguense durante os 90 minutos de jogo. Também foi dele o único gol do duelo. Aos 17 minutos do segundo tempo, o atacante de 1,67m completou para as redes – de cabeça – um cruzamento de Gabriel Jesus. O tento fez do camisa 7 o maior artilheiro do reformado Palestra Itália, com 12 gols.
O Palmeiras tinha a chance de ser campeão neste domingo, mas o empate do Santos com o Cruzeiro, por 2 a 2, acabou com essa possibilidade. O Verdão, agora, depende apenas de si para encerrar o jejum de 22 anos sem títulos brasileiros. Um empate contra a Chapecoense, no Palestra Itália, confirmará o eneacampeonato para o time de Cuca. No mesmo dia 26, Santos e Flamengo, segundo e terceiro colocados, se enfrentarão no Maracanã.
Líder desde a 19ª partida disputada neste Brasileirão, o Palmeiras termina esta antepenúltima rodada com 74 pontos. O Santos está com 68 pontos. Já o Flamengo, com 66, terá de vencer o Coritiba, às 19h30, para ter chances matemáticas de alcançar o Verdão.
O Jogo – O zagueiro Yerry Mina aguentou apenas 11 minutos em campo. Escalado como titular após se recuperar de uma lesão muscular, o colombiano voltou a sentir o problema físico e teve de dar lugar a Thiago Martins. Na sequência da partida, Moisés e Dudu brindaram a torcida com uma atuação de gala.
Aos 14 minutos, Dudu cobrou uma falta da ponta esquerda e Moisés cabeceou na frente do gol. O meia só não marcou porque o goleiro Sidão se agigantou para praticar a defesa.
Aos 27, Dudu iniciou a jogada e Moisés cruzou para a lateral direita da área, onde Róger Guedes estava sozinho. Em vez de concluir a gol, o atacante preferiu o passe de cabeça para Gabriel Jesus, que desviou no susto e perdeu um gol sem goleiro.
Infernal pela esquerda, Dudu seguiu dando trabalho para os zagueiros do Botafogo. Aos 29, ele limpou a marcação dentro da área e chutou para defesa de Sidão no canto direito. Já aos 34, o camisa 7 lançou para o centro da área e Moisés pegou de primeira, jogando a bola próximo ao ângulo direito do goleiro rival.
Mesmo com o domínio completo do jogo, o Palmeiras deu espaço nos minutos finais do primeiro tempo e permitiu duas chegadas perigosas do Botafogo. Aos 39 minutos, Neilton chutou de frente para o gol e Jailson defendeu sem dar rebote. Aos 44, Joel Carli recebeu de Camilo quase na pequena área, livre de marcação, e desperdiçou com um desvio para fora.
O Palmeiras voltou para o segundo tempo com uma chance de ouro desperdiçada por Dudu. Logo aos dois minutos, o time fez boa trama pela direita e Jean cruzou na medida para o camisa 7. Ele teve tempo de dominar, mas chutou em cima de Sidão.
Nos minutos seguintes, Jailson fez duas defesas em seu canto esquerdo, em chutes de Emerson e Neílton. Sem incomodar a zaga botafoguense, Cuca resolveu trocar o inoperante Cleiton Xavier por Alecsandro, aos 10 minutos. O substituto foi posicionado no centro do ataque, o que levou Gabriel Jesus para a ponta esquerda e Dudu para a armação das jogadas.
Foi justamente uma jogada de Dudu e Gabriel Jesus que levou o Palmeiras ao gol. Aos 17 minutos, Dudu lançou para a área e o atacante não alcançou para finalizar. Jesus, no entanto, fez o domínio pela esquerda e cruzou na medida para que o próprio Dudu cabeceasse fora do alcance de Sidão.
O Palmeiras se manteve melhor com a vantagem no placar, mas foram poucas as chances que a equipe construiu até o final da partida. Na melhor delas, aos 35 minutos, Róger Guedes chutou forte e Sidão bateu roupa para o meio da área. Dudu apareceu livre para concluir, mas, dessa vez, bateu por cima do gol.
Fora de controle, o Botafogo distribuiu pancadas até o final do jogo. Nos acréscimos, o clube carioca foi punido com a justa expulsão de Leandrinho, após falta dura em Dudu.
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 BOTAFOGO
Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 20 de novembro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos de GO)
Público: 39.690
Renda: R$ 3.174.042,74
Cartões amarelos: Emerson Silva, Sassá, Fernandes e Joel Carli (Botafogo)
Cartão vermelho: Leandrinho (Botafogo)
GOL:
PALMEIRAS: Dudu, aos 17 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Jailson; Jean, Yerry Mina (Thiago Martins), Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê (Gabriel), Moisés e Cleiton Xavier (Alecsandro); Róger Guedes, Dudu e Gabriel Jesus
Técnico: Cuca
BOTAFOGO: Sidão; Alemão (Fernandes) (Leandro), Joel Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Emerson Santos, Dudu Cearense (Sassá), Rodrigo Lindoso e Camilo; Neilton e Rodrigo Pimpão
Técnico: Jair Ventura


Postar um comentário