O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 20 de novembro de 2016

Murray domina Djokovic, leva título do ATP Finals e fecha ano como número 1 Em inédito confronto direto pela liderança do ranking na decisão do ATP Finals, britânico supera sérvio e se garante como melhor tenista da temporada

Por Londres, Inglaterra
O melhor tenista do ano. Foi assim que Andy Murray fechou a temporada 2016 neste domingo. O britânico de 29 anos levou a melhor em um confronto direto com Novak Djokovic pelo posto de número 1 do mundo na decisão do ATP Finals. Empurrado pela torcida em Londres, o anfitrião se mostrou mais firme que o rival para vencer por 2 sets a 0 - parciais de 6/3 e 6/4 - e se consolidar como o líder do ranking. Pela primeira vez, Murray se tornou campeão do ATP Finals.
- Foi um dia muito especial pra mim. E jogar com o Novak aqui, bem, nós já jogamos em finais de Grand Slam e em Olimpíadas, mas essa foi minha maior vitória. Estou muito feliz por ter vencido e por terminar o ano como número 1. É algo que eu não esperava para este ano. Foi um conquista incrível - disse Murray.
Andy Murray com os troféus do ATP Finals e de número 1 do mundo de 2016 (Foto: Reuters)Andy Murray posa com os troféus do ATP Finals e de número 1 do mundo de 2016 (Foto: Reuters)
O título em Londres coroou uma temporada brilhante de Murray. Foi a nona conquista do britânico em 2016 - a quinta consecutiva. Nenhum tenista levantou mais taças do que ele neste ano. Foi bicampeão olímpico no Rio de Janeiro e também levou o bi do Grand Slam de Wimbledon. Também chegou à decisão do Aberto da Austrália e de Roland Garros, mas perdeu para o rival Djokovic. Neste domingo, porém, foi o britânico que venceu o sérvio em um jogo histórico.
- Foi um ano fantástico, especialmente nos primeiros seis meses para mim. Foi um a honra estar em quadra hoje, fazendo parte da história. Murray definitivamente é o número 1 do mundo. Mereceu vencer. Jogou o melhor tênis. Comecei a jogar melhor no final do jogo, mas já era tarde. Parabéns para ele - disse Djokovic.
Foi a primeira vez que o líder e o vice-líder do ranking tiveram um confronto direto justamente na decisão do ATP Finals para definir o número 1 do mundo na temporada. Em grande fase, o britânico estendeu sua série invicta para 24 jogos. Se no dia 7 de novembro Murray alcançou pela primeira vez a posição de número 1 do ranking, neste domingo ele garantiu que vai fechar o ano como o melhor tenista do mundo.
Andy Murray e Novak Djokovic no ATP Finals (Foto: Reuters)Djokovic cumprimenta Murray pela vitória no ATP Finals (Foto: Reuters)
O jogo
Murray e Djokovic fizeram jus ao que se espera de um confronto direto pelo posto de número 1 do mundo com um início de primeiro set equilibrado, com boas jogadas dos dois tenistas. Empurrado pela torcida, o britânico foi mais firme e agressivo, apesar de ter cometido duas duplas faltas logo no primeiro game. Ele se recuperou e teve duas chances de quebra no sexto game. O sérvio conseguiu salvar o serviço, mas acabou sendo quebrado no oitavo game. O tenista da casa sacou para o set e não deu chances ao rival para fechar em 6/3.
Andy Murray no ATP Finals (Foto: Getty Images)Murray larga a raquete e comemora posto de número 1 garantido no Finals (Foto: Getty Images)
Murray aproveitou o bom momento e abriu o segundo set já quebrando o serviço de Djokovic. O sérvio sentiu o golpe, começou a cometer erros não forçados. O britânico, por outro lado, mantinha seu serviço. Dominado pelo dono da casa, Djoko voltou a ser quebrado no quinto game (4/1). Só que o sérvio não foi campeão dos último quatro ATP Finals à toa. Ele não jogou a toalha e voltou ao jogo devolvendo a quebra logo no game seguinte. No entanto, Murray ainda tinha uma quebra de vantagem. O britânico recuperou o domínio do jogo. Djoko ainda salvou dois match points em um final de jogo empolgantes, mas, em uma devolução para fora, deu a vitória por 6/4 no set para o dono da casa.
Pela primeira vez Murray foi campeão do ATP Finals. Pela primeira vez o tenista de 29 anos fechou a temporada como o melhor do mundo.
Postar um comentário