O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Renovação, Fla, SP, Vasco... atletas e técnico da Chape agitavam mercado Thiaguinho vibrava com "contrato de gente grande" em Chapecó. Caio Júnior era alvo em São Januário. Lateral Dener estava na mira do Tricolor Paulista e do Rubro-Negro

Por Chapecó, SC
Caio Júnior Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)Caio Júnior voltava a se destacar em belo trabalho pela Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)
Um time vitorioso sempre chama a atenção e provoca ofertas dos grandes. A força do oeste de Santa Catarina, direto de Chapecó, numa cidade de apenas 200 mil habitantes, levou a Chapecoense à final da Sul-Americana, em mais um ano de campanha consistente no Brasileiro, e chamou a atenção do mercado da bola. Não era só o zagueiro Thiegofechado com o Santos, que ia mudar de endereço. Grandes times do futebol acenavam com propostas para jogadores e também para o técnico da Chapecoense.
O técnico Caio Júnior, que já tinha passagem por Flamengo e Botafogo no futebol carioca, era um dos nomes na lista de opções para substituir Jorginho no Vasco. O escolhido terminou sendo Cristóvão Borges, anunciado nesta terça-feira, em meio ao dia de luto da tragédia da Chapecoense. O Internacional, que luta contra o rebaixamento, também avaliava o nome de Caio, embora não fosse o favorito, para a temporada de 2017.
Dener Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)Dener, de 25 anos, vivia grande fase na carreira: São Paulo e Fla o disputavam (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)
Outro que estava disputado era o jovem lateral-esquerdo Dener Assunção, de 25 anos. O São Paulo tinha preferência de compra até 31 de dezembro pelo jogador. O destaque também o deixou entre os nomes preferidos no Flamengo, que estava na disputa pelo jogador da Chapecoense. Dener esteve próximo do Botafogo há um ano e era cotado para eventual saída de Victor Luís. Dener pertencia ao Coritiba, mas ficaria livre ao fim do contrato. 
- O Dener tinha cinco propostas do futebol brasileiro, uma do exterior. Duas delas eram de grandes times do Brasil. A gente estava definindo para onde ele iria - contou o empresário Jorge Machado, que representava mais dois jogadores do elenco.
matheus biteco volante chapecoense (Foto: Laion Espíndula)Biteco estava emprestado por clube alemão e poderia voltar ao futebol europeu (Foto: Laion Espíndula)
Machado era o agente também de Thiaguinho e de Matheus Biteco. Se Biteco estava próximo de voltar ao Hoffenheim - "viram o campeonato que ele fez" -, Thiaguinho tinha duas grandes notícias nos últimos dias. Ele ia ser pai pela primeira vez aos 22 anos. E mais:
- Fechamos na semana passada novo contrato com a Chapecoense, a renovação. Eu, ele (Thiaguinho) e o Mauro (dirigente da Chape que também faleceu no acidente). Era contrato de gente grande, como o Thiaguinho falou - revela Machado.
Maior artilheiro da história da Chapecoense, o atacante Bruno Rangel esteve na mira do Botafogo para disputar a Série B no ano passado, mas o clube catarinense não aceitou o negócio. Nesse ano, no início do Brasileiro, Bruno foi oferecido ao clube carioca, que optou pela contratação do chileno Gustavo Canales. 
O experiente atacante Kempes, de 31 anos, tinha sondagens para a próxima temporada. Uma delas também era de São Januário. A procura por atacantes levou a diretoria vascaína a observar o centroavante pernambucano de 1,82m. 
Kempes Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)Kempes Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)
O zagueiro Filipe Machado tinha pré-contrato com o São Bento de Sorocaba para a disputa do Paulistão. Fora da viagem por lesão, o meia Hyoranvai assinar com o Palmeiras no fim da temporada
*Gustavo Rotstein, Emilio Botta, Marcelo Prado, Fernando Araújo, Raphael Zarko e Rodrigo Faber.
Postar um comentário