O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Curtinhas: Cris Cyborg irá ao Japão para acompanhar Gabi Garcia no Rizin Lutadora do UFC treina ao lado da amiga e estará no seu corner no próximo dia 31, em Saitama. Técnico de Jon Jones assume parte de culpa por erros do lutador

Por Rio de Janeiro

Em meio à notícia de um resultado positivo em teste antidoping nesta última semana, Cris Cyborg parece seguir a vida normalmente, e agora o próximo destino é o Japão. Ela embarca nesta semana para acompanhar o Rizin FF, que acontece no próximo sábado, dia 31, na cidade de Saitama. Lá, acompanhará não só o evento, mas a brasileira Gabi Garcia, que luta contra uma rival de 52 anos, Yumiko Hotta.
- Faltando 4 dias vamos fazer as malas para irmos para Japão. Estou muito feliz por estar indo em um evento que comecei a ver no começo da minha carreira (Pride) e agora Rizin 2016. Obrigada Nobuyuki Sakakibara (dono do Rizin) por me dar essa oportunidade. Torcida organizada para Team Garcia e família Chute Boxe!
Gabi Garcia Cris Cyborg (Foto: Reprodução / Instagram)Gabi Garcia e Cris Cyborg em treino juntas antes de ida para o Japão (Foto: Reprodução / Instagram)

Gabi Garcia aproveitou a postagem da amiga no Instagram, há dois dias, para elogiá-la.
- Alguns anos atrás me perguntavam quem era a melhor lutadora de MMA do mundo. Em todas as minhas respostas sempre foi Cris Cyborg. O tempo passa e tenho a oportunidade de lutar ao lado de Fedor, Sakuraba, Mirko, Wand e hoje eu tenho no meu corner a melhor lutadora do mundo. Saitama lotado, aquele show que arrepia e meu time que é energia 100%.
TÉCNICO DE JON JONES ASSUME PARTE DA CULPA EM ERROS
Jon Jones só voltará a ficar liberado para lutar a partir de julho do próximo ano, resultado de um antidoping positivo às vésperas da luta com Daniel Cormier, no UFC 200. Antes disso, problemas com álcool e direção já o tinham prejudicado na careira. Em entrevista no programa “The MMA Hour”, Mike Winkeljohn, um dos treinadores de “Bones” junto com Greg Jackson e Brandon Gibson, assumiu uma parcelo dos erros cometidos pelo ex-campeão dos meio-pesados.
- Tiveram muitos momentos decepcionantes de Jones no passado. E isso, de certa forma, tem responsabilidade nossa, que não o guiamos da maneira adequada. Mas, na última vez, foi apenas uma infantilidade. Ele não estava trapaceando nem nada do tipo, e não sei porque a mídia propagou isso dessa forma. Ele simplesmente não tem sido esperto o suficiente e acho que estão o crucificando em virtude de seus problemas passados.
A última vez que Jon Jones subiu ao cage foi no UFC 197, em abril, quando venceu Ovince St. Preux. Ele é dono de um cartel de 22 vitórias e uma derrota - esta, na verdade, por desclassificação. Mike Winkeljohn só um vê um adversário capaz de bater Jon Jones: ele mesmo. E prometeu ser mais duro com o lutador.

- Eu penso nisso, sim. Acho que provavelmente deveria ter puxado mais a orelha dele ou esse tipo de coisa. Ele praticamente fez a própria cama, não há dúvidas sobre isso. Mas felizmente nós continuamos mantendo contato com ele, e acho que ele virou a página. Isso é basicamente o que sempre disse, ninguém pode vencer Jon Jones, apenas ele mesmo. Então isso não vai mudar, mas provavelmente serei um pouco mais duro com ele.
Postar um comentário