O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Sub-23 próximo e 32 jogadores: como o Inter pretende iniciar a temporada No planejamento da nova direção, ideia é usar time de jovens para incrementar qualidade ao grupo nos setores mais carentes; contratações são mantidas em sigilo

Por Porto Alegre
Jorge Macedo Roberto Melo Antônio Carlos Zago Marcelo Medeiros Inter (Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação)Macedo, Melo, Zago e Medeiros planejam Inter (Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação)
Ainda que aguarde para definir contratações e saiba que terá assédio a alguns jogadores e, consequentemente, saídas serão inevitáveis, o departamento de futebol do Inter traçou uma diretriz de trabalho para 2017. A ideia é que Antônio Carlos Zago tenha 32 jogadores no grupo. Para sanar outras carências, o time sub-23 estará mais integrado.
O desejo da cúpula é que a equipe de jovens trabalhe em um novo campo no Centro de Treinamentos do Parque Gigante. Assim, Zago poderá observar os garotos com uma maior proximidade, sem a necessidade de se deslocar até Alvorada e saber onde pode pinçar peças que qualifiquem o plantel.
O grupo principal terá 32 jogadores, em detrimento aos 36 que encerraram a temporada do inédito rebaixamento para a segunda divisão. A direção mantém a política de evitar falar em nomes. Nada que possa prejudicar uma negociação. Porém, do total, quatro serão goleiros.
Há algumas certezas. Rak, cujo empréstimo se encerra no final do ano, não terá o vínculo prorrogado. Vitinho, artilheiro da equipe no Brasileirão com oito gols, também seguirá outro rumo. O Inter não teve como bancar o pedido do CSKA. A tendência é que defenda o Flamengo.
Roberson Inter (Foto: Internacional/Divulgação)Além do retorno de D'Alessandro, Roberson foi a única contratação até o momento (Foto: Internacional/Divulgação)
Outros atletas têm futuro indefinido. Alan Costa e Geferson estão próximos de ser anunciados pelo Vitória. Paulão foi sondado pelo Fluminense. Anderson recebeu três propostas – do Braga, de Portugal, do Middlesbrough, da Inglaterra, e de um grupo de investidores da China –, mas rechaçou todas.
Até o momento, desembarcaram no Beira-Rio D'Alessandro e Roberson. O gringo volta após um ano de empréstimo ao River Plate. Apesar do interesse do Colo Colo, a direção tem no meia o expoente para recolocar o Inter na elite do Brasileirão. Não apenas pela qualidade técnica, mas em razão da liderança do vestiário.
Roberson foi trazido após se destacar no Juventude para ser uma opção do setor mais carente dos últimos dois anos. Sob a batuta de Antônio Carlos, o atacante – que ostentava a braçadeira do time – marcou 13 gols em 31 partidas. 
O clube ainda tenta pelo menos um zagueiro, um lateral-esquerdo, um volante e um atacante. Klaus, do Juventude, e Marcelo Cirino, do Flamengo, estão na pauta, embora a direção mantenha a postura sigilosa.
Postar um comentário