O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Leco vê mercado escasso e considera retorno de Calleri “difícil”

Gaxeta Esportiva

Leco, presidente do São Paulo, considera improvável volta de Calleri em breve (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Leco, presidente do São Paulo, considera improvável volta de Calleri em breve (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Com uma rápida e bem-sucedida passagem pelo Morumbi no ano passado, o atacante Jonathan Calleri deixou saudades. Carlos Augusto de Barros e Silva, presidente do São Paulo, espera que o atleta retorne ao clube em algum momento, mas considera improvável que a volta se concretize nos próximos dias.
“O São Paulo tem esperança, acha que ele voltará a vestir nossa camisa, mas hoje, diante do posicionamento das pessoas que detêm seus direitos econômicos, fica difícil”, declarou o dirigente, mais conhecido como Leco, em entrevista à ESPN Brasil.
Autor de 16 gols em 31 jogos pelo São Paulo, Calleri atualmente defende o West Ham. Os empresários que gastaram R$ 40 milhões para comprar o atacante do Boca Juniors desejam que o argentino permaneça no West Ham até o fim de maio, data do encerramento do contrato.
“Fica a constatação de que o mercado está muito difícil, muito escasso, sem maiores possibilidades. Estamos abertos e atentos ao que possa ocorrer. Não é uma questão fechada, mas hoje não existe um nome ou perspectiva efetiva”, disse Leco ao ser questionado sobre a chance de contratar um centroavante.
A posição é uma das mais carentes no elenco tricolor. No momento, Rogério Ceni conta apenas com Gilberto e Andres Chavez para o setor. Na semana passada, a diretoria desistiu oficialmente de Cristian Colmán, do paraguaio Nacional, que não entrou em acordo em relação à forma de pagamento da transação.
Se Calleri ficou longe, o volante Jucilei está perto e depende apenas de uma liberação do Shandong Luneng para ser anunciado pelo São Paulo, provavelmente por empréstimo de um ano. Com o elenco ainda em formação, o time tricolor enfrenta o rival Corinthians a partir das 21 horas (de Brasília) deste sábado, na final da Copa Flórida.
“O Corinthians é uma grande agremiação e que sempre nos obriga a disputar o jogo com toda intensidade, contando com todas as nossas forças. Espero que corra tudo bem. Acabei de ler que São Paulo pode fazer 10 jogos contra o Corinthians (em 2017). Então, é mais um grande momento do futebol”, afirmou Leco.
Postar um comentário