O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Marcelo Mattos comemora retorno ao trabalho com bola Jogador está em processo final de recuperação e já está integrado novamente aos treinos táticos e técnicos

Uma novidade marcou o treino da manhã da última segunda-feira (16/01), menos de 24 horas depois da estreia do Vasco na Florida Cup. O volante Marcelo Mattos, que sofreu uma ruptura no ligamento cruzado anterior (LCA) e foi operado no dia 21 de setembro, trabalhou com a mesma intensidade dos demais companheiros, num disputado treino técnico, comandado por Cristóvão, no Deltona Soccer Complex, na Florida.

Em entrevista exclusiva ao Site Oficial, o jogador faou sobre a felicidade de retornar ao trabalho com bola e diz, que aos poucos, a confiança irá voltar durante as atividades e também nas partidas.

- Estou muito feliz de trabalhar com bola com a equipe. Aos poucos ganhando segurança, mas cada dia a confiança aumenta com apoio de todo o elenco e também da comissão técnica. Estou melhorando o meu desempenho aos poucos e quero voltar logo a jogar para ajudar aos companheiros e também ao Vasco - destaca.
image 
Marcelo Mattos durante atividade desta terça-feira (17/01), em Orlando - Foto: Nelson Costa/Vasco.com.br

Alex Evangelista, gerente científico do clube, detalhou os procedimentos do CAPRRES que proporcionaram a recuperação em tempo recorde volante vascaíno.

- Estamos muito felizes com a volta do Marcelo Mattos ao campo, treinando com bola. Ele está completando 3 meses e 25 dias nesse período de recuperação. O atleta conseguiu desenvolver todo o protocolo necessário. A dedicação dele foi demais, treinando de manhã, tarde e noite. Aplicamos recursos riquíssimos que o Caprres disponibiliza. Ver ele bem assim nos deixa emocionado. Ele está concluindo a sua recuperação e poderemos contar com ele no Carioca - afirma. 

Marcelo Mattos faz questão de agradecer a todos os profissionais do clube que estiveram envolvidos em seu processo de recuperação. 

- Nesse período de lesão, tive pessoas importantes que me acompanharam. A cirurgia foi muito bem feita pelo médico Raphael Blum. Tenho muito agradecer a ele, ao Caprres, ao Alex Evangelista. Houve uma dedicação desses e de outros profissionais para me apoiar nesses momentos difíceis. Gostaria de estar jogando já, mas é um processo e estou trabalhando para isso - diz o volante.
Texto: Matheus Alves e Nelson Costa
Postar um comentário