O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Alvo de disputa entre Vasco e Atlético-PR, Mosquito se destaca no Boavista Autor de dois gols em dois jogos, atacante balança as redes contra o Flamengo e Nova Iguaçu e tem bom início vestindo a camisa do Verdão, apesar da falta de vitórias

Por Saquarema, RJ

Tratado como uma grande promessa nas categorias de base do Vasco e da Seleção, Mosquito desde muito novo ficou marcado pelos gols. Mas também ficou conhecido por ser alvo de uma intensa disputa entre o Cruz-Maltino e o Atlético-PR e por nunca ter conseguido se firmar nos profissionais. Agora, contudo, aos 21 anos e defendendo as cores do Boavista, o jogador, finalmente, parece estar conseguindo deslanchar entre os profissionais. Único atleta da equipe a balançar as redes no Carioca até o momento, foi autor de dois gols em dois jogos, nos confrontos contra o Flamengo e Nova Iguaçu - o último nesta quarta-feira - e é o destaque do time neste início ruim do Verdão de Bacaxá no estadual - a equipe perdeu para o Rubro-Negro e empatou com a Laranja da Baixada. (Confira o último gol de Mosquito no vídeo acima).
Mosquito, atacante do Boavista (Foto: Gustavo Garcia/GloboEsporte.com)Mosquito tem bom começo no Boavista (Foto: Gustavo Garcia/GloboEsporte.com)
Apesar de satisfeito com o próprio desempenho e pela firmação, no entanto, em entrevista após o jogo, Mosquito não quis saber de falar do individual. Pelo contrário. Ele apontou a vitória como algo mais importante neste momento para ele e para o clube.
- Fico feliz em poder estar ajudando minha equipe com gols. Mas também fico triste porque a vitória não veio. Espero que sábado possamos fazer um bom jogo contra o Madureira. Não importa quem faça o gol, nossa equipe está precisando é da vitória - declarou o atacante, que ainda comentou o resultado adverso diante do Nova iguaçu.
- Acho que tive uma boa atuação, assim como a equipe. Infelizmente, tivemos uma expulsão. A equipe teve que marcar mais, isso dificultou bastante. Poderíamos ter saído com a vitória. Acho que agora é trabalhar - concluiu.
Natural do Rio de Janeiro, Mosquito começou a carreira nas divisões inferiores do Vasco. Em 2011, ganhou projeção ao marcar 12 gols e ser o craque da Seleção no Sul-Americano sub-15. No fim daquele ano, entrou em litígio com a direção do Cruz-Maltino e acertou com o Macaé. Em seguida, foi parar no Atlético-PR. No entanto, após duas temporadas, se tornar profissional e não emplacar, acabou deixando o Furacão e retornando ao time de São Januário, em 2015.
Mosquito, atacante do Boavista (Foto: Gustavo Garcia/GloboEsporte.com)Mosquito é um dos destaques do Boavista (Foto: Gustavo Garcia/GloboEsporte.com)
Só que também recebeu poucas oportunidades no retorno Vasco e se transferiu para o Llagostera, da Segunda Divisão da Espanha. Por lá, também não conseguiu engrenar e, em meados de 2016, voltou ao Atlético-PR, mas também não teve espaço. No Boavista, busca um recomeço para a carreira após ser tratado como uma grande promessa.
O Boavista volta a entrar em campo neste sábado, para medir forças com o Madureira, pela terceira rodada do Grupo B do Carioca, às 16h30. A partida vai acontecer em Bacaxá.

Postar um comentário