O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Bate-Estaca vence Hill com atuação de gala e desafia Joanna: "Sou a próxima" Lutadora brasileira derrota Angela Hill por pontos, manda campeã peso-palha do Ultimate se preparar e reivindica posto de próxima desafiante ao cinturão da categoria

Por Houston, EUA
Jéssica Bate-Estaca precisava de uma vitória contra Angela Hill, neste sábado, no "UFC: Bermudez x Zumbi Coreano", em Houston, para dar um passo grande rumo à disputa do cinturão do peso-palha. O triunfo veio por decisão unânime dos jurados (triplo 30 a 27) após três rounds regados a golpes contundentes, ritmo acelerado, potência e precisão para acertar o rosto e a linha de cintura da americana, que surpreendeu pela resistência.
Jéssica Bate-Estaca x Angela Hill (Foto: Getty Images)Jéssica Bate-Estaca acerta a mão direita no rosto de Angela Hill: americana vendeu caro a derrota (Foto: Getty Images)

- Você tem que ser diverso, trabalhar embaixo e em cima. A Hill é uma lutadora incrível, aguentou várias porradas. Obrigada, Houston! Esse show é para vocês Saí com a vitória, só tenho a agradecer às pessoas que estiveram ao meu lado no camp. Queria a luta na trocação, sou agora a campeã do Invicta e, Joanna, se prepara porque eu sou a próxima - disparou Jéssica, que citou o Invicta pois Hill era a campeã do evento.
Quinta colocada do ranking oficial da categoria, Bate-Estaca soma três vitórias consecutivas e deve ser a próxima adversária da polonesa Joanna Jedrzejczyk, detentora do cinturão.
A luta
Focada, Jéssica Bate-Estaca caçou Angela Hill, que se movimentava com rapidez para confundir a brasileira. A representante da Paraná Vale-Tudo encurtou a distância e mostrou sua mão pesada para a ex-campeã do Invicta FC. Incisiva, a paranaense  mostrava muita contundência, e fazia a adversária - que mostrou boa absorção de golpes - sentir a potência de cada investida. A peso-palha canarinho encontrou a distância e aplicava diversos cruzados violentos no rosto da rival, que suportou bem a pressão no assalto inicial. Bate-Estaca também era acertada por se abrir quando partia para o ataque, porém, claramente os golpes não eram tão fortes quanto o que ela conectava.
Jéssica Bate-Estaca x Angela Hill (Foto: Getty Images)Lutadora da Paraná Vale-Tudo desfere uma joelhada certeira no rosto da americana (Foto: Getty Images)


No segundo round, Jéssica Bate-Estaca manteve o ritmo frenético, correndo em direção de Angela Hill diversas vezes. Na trocação, alternando "bombas" no rosto e na linha de cintura da americana, a brasileira ia se aproximando da vitória, porém, a rival - mais alta - também carimbava o rosto da paranaense, cujo rosto foi cortado por um golpe de Hill. Pela primeira vez no combate, Bate-Estaca, a um minuto do término da segunda etapa, levou Hill para o chão, porém, não houve tempo para nada produtivo.

No intervalo para o terceiro round, o mestre de Bate-Estaca, Giliard Paraná, alertou para a exposição excessiva de sua aluna. Não adiantou muito: a paranaense, logo nos primeiros movimentos, foi para a trocação franca com Hill - nenhuma delas, porém, caiu. Com cruzados de esquerda, Hill sentiu a potência da paranaense. Entretanto, no contra-golpe, com um direto de esquerda, a americana conseguiu o knockdown. Bate-Estaca se levantou e seguiu caminhando pra frente, em um ritmo impressionante. Hill sofria, parecia que não aguentaria, contudo, seguia endurecendo. Bate-Estaca ainda teve tempo de arriscar uma joelhada voadora. Quando o tempo se esgotou, a brasileira ergueu a adversária e o público aplaudiu de pé o confronto empolgante
Postar um comentário