O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 25 de março de 2017

Eliminatórias: Espanha goleia Israel; Itália vence Albânia no 1000º jogo de Buffon

A Espanha não teve problemas para despachar Israel, em Gijón, nesta sexta-feira, pela quinta rodada das Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018.
A Fúria fez 4 a 1, com gols de David Silva, Vitolo, Diego Costa e Isco. Refaelov descontou. Destaque também para Thiago Alcântara, que deu duas assistências e acertou uma bola no travessão.
Agora, a Espanha tem 13 pontos, na liderança do Grupo D das Eliminatórias. A Itália também tem a mesma pontuação, mas perde no saldo de gols: 16 a 9. Israel segue com nove, seguida pela Albânia com seis. A Macedônia tem três, contra zero de Liechstenstein. 
A primeira chance do jogo foi justamente com uma bomba do meia do Bayern de Munique, que balançou a trave de Marciano. Mas não demorou muito para a Espanha abrir o placar. 
Jordi Alba achou muito bem David Silva na área. O meia dominou e bateu entre as pernas do goleiro. Foi o 29º gol do apoiador do Manchester City pela seleção, igualando-se a Hierro como o maior goleador da Fúria de um jogador que não atua no ataque.
A seleção espanhola seguiu em cima, pressionando Israel, que vez por outra aparecia dando trabalho à defesa. Mas no fim do primeiro tempo, a Fúria ampliou com Vitolo, que recebeu de Thiago Alcântara e bateu fraco, mas venceu o goleiro, que falhou. 
O time de Julen Lopetegui foi matador na volta do intervalo. Após perder um gol sozinho, Diego Costa aproveitou cobrança de escanteio de Thiago para fazer o terceiro. Logo depois, David Silva acertou o poste de Marciano. 
Os espanhóis passaram a cadenciar o duelo, mas acabou levando um gol. Em cobrança de falta, Gershon cabeceou na trave do goleiro De Gea, mas Refaelov acertou uma bomba no rebote para fazer o primeiro dos visitantes.
Itália vence Albânia no 1000º jogo de Buffon e divide ponta
Em um dia histórico para o goleiro Gianluigi Buffon, a Itália derrotou a Albânia em Palermo por 2 a 0 e se manteve viva na briga por uma vaga na Copa do Mundo de 2018.
Sem apresentar um futebol envolvente, a Azzurra fez apenas o necessário para bater uma seleção que tem poucas pretensões em um grupo que ainda conta com a Espanha. O primeiro gol do jogo saiu aos 12 minutos, quando o volante Daniele De Rossi converteu pênalti sofrido pela revelação do Torino Andrea Belotti.
Depois, a Itália tratou apenas de administrar o resultado e só conseguiu ampliar aos 26 da etapa complementar, quando o atacante Ciro Immobile marcou de cabeça. Com a vitória, a Azzurra segue empatada com a Espanha na liderança do grupo G, agora com 13 pontos.
No entanto, a "Roja" leva grande vantagem no saldo de gols: 17 a nove. Dada a fragilidade das outras equipes da chave (Israel, Macedônia e Liechtenstein, além de Albânia), é provável que a vaga direta para a Copa seja decidida no próximo dia 2 de setembro, quando a Espanha receberá a Itália. Quem ficar em segundo lugar terá de disputar a repescagem.
O jogo desta sexta também marcou a milésima partida de Buffon na carreira. Aos 39 anos de idade, um dos maiores goleiros da história do futebol vestiu a camisa da Juventus em 612 ocasiões, a do Parma em 220 e a da Azzurra em 168.
O plano do arqueiro é jogar pelo menos até a Copa da Rússia, caso a Itália se classifique. Na última quinta-feira (24), Buffon brincou sobre como gostaria de pendurar as chuteiras: "Talvez minha última partida seja no Mundial, talvez imite Zidane e dê uma cabeçada em alguém".
O goleiro se referia à célebre agressão do craque francês contra o zagueiro italiano Marco Materazzi na final da Copa de 2006, vencida pela Azzurra.

Fonte: Terra
Postar um comentário