O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 5 de março de 2017

Hungaro quer dar novo DNA ao Galo e exalta "comando compartilhado" Na coletiva após empate em 1 a 1 no Rivengo, novo técnico do Tricolor chama auxiliar Lucas e observador Tales para participar e celebra ambiente: "Espetacular"

Por Teresina
Eduardo Hungaro, River-PI  (Foto: Renan Morais )Eduardo Hungaro com Tales (Foto: Renan Morais )
Eduardo Hungaro desembarcou na sexta em Teresina. O novo técnico do River-PI, contratado para substituir Waldemar Lemos, teve pouco contato com elenco e, assim, existia a dúvida se ele estaria ou não na área técnica do Galo no clássico Rivengo, pela quinta rodada do Campeonato Piauiense. Para surpresa, Hungaro acompanhou o time tricolor no banco de reservas e fez questão do auxiliar Lucas Andrade, que assumiu o time de forma interina, também comandar o Galo, assim como o observador técnico Tales Rodrigues. O empate com o Flamengo-PI em 1 a 1, na tarde de sábado, acabou colocando o River-PI fora do G-4. Contudo, Hungaro ressaltou a competência do elenco e o ambiente do clube como fatores que trazem perceptivas boas na temporada. 
- É uma situação inédita. Depois de muita conversa com o Lucas, Tales e com a direção de que eu ficaria fora do campo sem nenhuma posição muito privilegiada, optamos por fazer o jogo junto com eles dois. Foi um comando compartilhado - disse Hungaro, completando sobre o ambiente.
- Nos outros sete clubes nunca me receberam como aqui. O ambiente do clube é espetacular, entre nós, entre a direção e principalmente entre os jogadores. Isso somado a qualidade que se confirmou hoje, principalmente no segundo tempo, a perspectiva é muito boa no decorrer do ano - ressaltou Hungaro, que durante a coletiva chamou Lucas e Tales para ficarem ao seu lado. 
O River-PI abriu o placar com Humberto, em um golaço, no primeiro tempo. Menos de dois minutos depois, o Fla-PI empatou com o zagueiro William, de cabeça. Hungaro revelou ter gostado mais do segundo tempo. 
Eduardo Hungaro, River-PI  (Foto: Renan Morais )Eduardo Hungaro concede entrevista ao lado de Lucas e Tales (Foto: Renan Morais )

Eu falei para eles que a gente precisa ter um DNA e a hora que tivermos esse rendimento consolidado, vamos ter mais vitórias que derrotas. Eles foram extremamente competentes e entenderam isso"
Hungaro, sobre um novo River-PI
- Acho que o primeiro tempo não foi bom. Nossa equipe jogou de forma muito direta e essa não é a forma de jogar que me agrada. Eu tenho um grupo de jogadores que eu sei que pode jogar de posse, apoiado e fazer um futebol que passam passos curtos em direção ao gol. No primeiro tempo, quando a gente fez isso saiu o gol, mas fizeram um jogo muito direto e que não surtiu efeito. Havia uma proporção de quatro defensores para dois atacantes nossos e a vantagem era toda deles. Nisso, o Fla-PI ocupou nosso campo e deu uma sensação de domínio neles. O segundo tempo foi diferente e eles entenderam a mensagem do intervalo e vieram para o jogo com confiança - analisou Hungaro. 
O River-PI faz mais dois jogos no estadual antes de encerrar a fase de classificação. Por enquanto, com seis pontos, o time é quinto colocado. A campanha tem uma vitória e três empates. Na quarta-feira, no Lindolfo Monteiro, o Galo tem um confronto direto no G-4, quando recebe o Parnahyba, às 20h.  
- Eu falei para eles que a gente precisa ter um DNA e a hora que tivermos esse rendimento consolidado, vamos ter mais vitórias que derrotas. Eles foram extremamente competentes e entenderam isso - concluiu Hungaro. 
Eduardo Hungaro, River-PI  (Foto: Renan Morais )Eduardo Hungaro comanda o River-PI pela primeira vez (Foto: Renan Morais )
Postar um comentário