O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Corinthians vacila, mas mostra força e goleia o Vasco em São Januário

Gazeta Esportiva
O Corinthians tinha tudo para fazer um jogo tranquilo na noite desta quarta-feira, contra o Vasco. Abriu o placar no seu primeiro ataque e ampliou a vantagem pouco antes do intervalo. Na volta, porém, levou o empate em um minuto e quase viu os donos da casa virarem o placar. Mais inteiro fisicamente, no entanto, viu Maycon e Clayton, duas vezes, selarem uma difícil goleada por 5 a 2 em São Januário.
Com o resultado, os corintianos chegaram a 13 pontos conquistados e assumiram a liderança provisória do Campeonato Brasileiro. O clube agora torce contra a Chapecoense, que enfrenta o Grêmio nesta quinta, às 19h30 (de Brasília), em Chapecó. O Vasco, por sua vez, perdeu a terceira na competição e estacionou nos seis pontos conquistados.
Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente o clássico contra o São Paulo, no domingo, às 16h (de Brasília), no estádio de Itaquera, o segundo duelo contra rivais estaduais da competição. Os comandados de Milton Mendes, que voltarão a ter o treinador em seu banco de reservas, recebem o Sport, no sábado, às 19h, novamente em São Januário.
Marquinhos Gabriel aparece e defesa segura
O jogo mal havia começado e o Vasco levou dois baques em sequência. Na primeira disputa de bola que teve, Kelvin caiu de mal jeito e torceu o joelho esquerdo, sendo substituído por Manga Escobar. Antes que o colombiano entrasse, porém, o Timão soube capitalizar a superioridade numérica: bela troca de passes, que começou com Jadson na direita e terminou com Guilherme Arana recebendo de Clayson. O lateral cruzou rasteiro e achou Marquinhos Gabriel livre para abrir o placar.
Com a vantagem no marcador e mais uma assistência de Arana na conta, o Alvinegro paulista pareceu acomodado em defender-se e sair apenas nos contra-ataques. Empurrado pela boa presença da torcida, o Vasco subiu suas linhas, pressionou o adversário que detinha a posse de bola e conseguiu bastante volume de jogo. A jogada, porém, quase sempre acabava em um cruzamento longo para a área.
Quando isso não acontecia, os vascaínos apostavam em descidas pelas pontas que resultavam em escanteios. Foram nove nos 45 minutos iniciais, mas nenhum deles com grande perigo para o gol de Cássio. Nos dois melhores, Paulão e Luis Fabiano tiveram uma pequena liberdade para cabecear, mas ambos não pegaram bem na bola e mandaram para fora.
Após passar boa parte do tempo na defesa, porém, os corintianos mostraram que também sabiam ameaçar o rival. Em bola roubada por Pedro Henrique, Marquinhos Gabriel recebeu do zagueiro, ainda no campo de defesa, carregou por alguns metros e deu passe em profundidade para Jô. O centroavante, mostrando boa velocidade, ganhou de Paulão, driblou Martín Silva e tocou para o gol vazio.
Vasco mostra força, mas Timão prevalece
O conforto conquistado pelo Timão no final do primeiro tempo demorou cerca de um minuto para ser pulverizado pelos donos da casa. Com Nenê no lugar do lateral direito Gilberto, recuando Yago Pikachu para o setor defensivo, os anfitriões conseguiram diminuir a desvantagem logo de cara, quando Nenê roubou de Arana e sofreu falta. O próprio armador cobrou e achou Luis Fabiano, em posição duvidosa, para testar à rede.
O gol inflamou a torcida e pareceu assustar a defesa corintiana. Pablo recebeu passe logo na saída de bola e, sem saber o que fazer, chutou a bola para a lateral. Na cobrança, o lateral esquerdo Henrique recebeu e cruzou para Luis Fabiano. O centroavante antecipou o mesmo Pablo, a bola ainda bateu no seu braço e foi no canto esquerdo, sem chances para Cássio.
O ótimo momento vascaíno e a falta de tranquilidade corintiana persistiram, tanto que Luis Fabiano e Henrique tiveram chances para virar o jogo, mas não aproveitaram. O ataque intenso, porém, deixou espaços atrás, e foi aí que os visitantes arranjaram espaço para sair do buraco. Clayson aproveitou desatenção da defesa e achou Maycon, livre dentro da área. O volante tocou devagar, por baixo do goleiro, e fez o terceiro.
O gol e a pressão intensa dos minutos iniciais fizeram os vascaínos se cansarem física e mentalmente, diminuindo muito o ritmo da partida. Mesmo com as boas esticadas para Manga, que aproveitava o espaço deixado por Paulo Roberto no setor, o time não conseguiu mais ameaçar Cássio. Ainda antes do fim, o Timão ainda conseguiu selar o placar com Clayton, que cabeceou livre após cruzamento de Jô, aos 39, e chutou de primeira bola de Paulo Roberto, aos 47.
FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 5 CORINTHIANS
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de junho de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Fabio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando (ambos do MT)
Cartões amarelos: Clayson, Pablo, Gabriel (Corinthians)
Gols:VASCO: Luis Fabiano, a um e dois minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Marquinhos Gabriel, aos três, Jô, aos 39 minutos do primeiro tempo, Maycon, aos 14, e Clayton, aos 39 e aos 47 minutos do segundo tempo
VASCO: Martín Silva; Gilberto (Nenê), Breno, Paulão e Henrique; Jean (Muriqui), Douglas, Yago Pikachu, Matheus Vital e Kelvin (Manga Escobar); Luis Fabiano
Técnico: Milton Mendes
CORINTHIANS: Cássio; Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho, Marquinhos Gabriel (Clayton), Jadson (Giovanni Augusto) e Clayson (Pedrinho); Jô
Técnico: Fábio Carille
Postar um comentário