O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Presidente do Bragantino é assaltado e leva tiro no pescoço em São Paulo

O presidente do Bragantino, Marco Chedid, foi vítima de um assalto, nesta tarde, em São Paulo, e levou um tiro no pescoço. Apesar do grande susto, ele está no Hospital Samaritano e não corre risco de morte.
O assalto aconteceu por volta das 16 horas, perto da Avenida Sumaré, na Zona Oeste da capital. O dirigente trafegava em seu carro ao lado da namorada, quando parou em um semáforo.
Em seguida foi abordado por dois elementos montados em uma motocicleta. Foi quando ele ouviu o aviso de que era um assalto.
REAÇÃO A TIRO
Chedid teria levantado as mãos e quando entregava a carteira a um dos assaltantes, acabou sendo alvejado. Ele foi socorrido pela namorada, que pediu ajuda de pessoas que passavam pelo local. Encaminhado ao Hospital Samaritano, no bairro de Higienópolis, o dirigente foi prontamente atendido.
Os médicos verificaram que realmente a bala ficou alojada na parte lateral do pescoço, porém, não atingiu nenhum dos órgãos vitais. Ele seria operado para a extração do projétil e depois ficaria hospitalizado até pronto estabelecimento.
O caso está sendo investigado pela 91.ª Distrito Policial, que até agora, não tem pistas dos bandidos.
DIRIGENTE
Marco Chedid, de 58 anos, é empresário e presidente do Bragantino. No início dos anos 90, foi presidente da Ponte Preta (1991 até 1993) em um mandato tampão para suprir a saída de Lauro Moraes Filho. 
Herdou os negócios do pai Nabi Abi Chedid, inclusive a presidência do Bragantino, que neste ano foi vice-campeão paulista da Série A2 (São Caetano foi campeão) e garantiu o acesso ao Paulistão 2018. O time disputa o Brasileiro da Série C.
Como político, foi eleito vereador de Campinas em 1988 e depois presidiu a Câmara Municipal. Até hoje detém o recorde de votos na cidade - mais de 23 mil votos. Depois cumpriu dois mandatos de deputado federal até 1988. Dai deixou de ser parlamentar se dedicando aos negócios e ao clube ligado à família.

Fonte: Futebol do Interior
Postar um comentário