O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Reserva de Muralha tem 20 anos e nunca jogou Série A. Mas ganha força no Fla Diretoria resiste à pressão interna e da torcida para contratar com má fase de titular e aposta em ascensão de Thiago, campeão da Copinha em 2016. Jogador deve atuar contra o Avaí

Zé Ricardo disse que escalaria “naturalmente” Thiago se entendesse que era hora do jogador. E para os torcedores que pedem reforços também para o gol, as informações de dentro do Ninho do Urubu são de que não, não vai mesmo haver contratação de goleiro. A pressão é grande, até de membros da diretoria, mas o Flamengo vai apostar no que já tem.
Thiago tem boa chance de começar contra o Avaí, domingo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Thiago tem boa chance de começar contra o Avaí, domingo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Em tempo: o retorno de Paulo Victor, que levou calote no futebol turco, não significa que ele permaneça no Flamengo. O jogador deve ser negociado para outro time da Turquia.
O treinador do Flamengo não queria substituir Muralha, mas os últimos erros tornaram difícil a permanência neste momento do goleiro contratado do Figueirense. O problema é que Thiago tem apenas quatro jogos como profissional – atuou contra Vila Nova (1 a 2), Volta Redonda (1 a 1), Resende (1 a 0) e Portuguesa (5 a 1), todos em 2017.
Carioca da Vila da Penha
Carioca, nascido na Vila da Penha, Zona norte do Rio, Thiago está no Flamengo desde os 14 anos – ele chegou em 2010. No site oficial do clube, que ainda o coloca como terceiro goleiro (atrás de Paulo Victor e Muralha), o currículo do jogador tem a participação como titular da Copinha 2014, com 17 anos na competição sub-19, reserva na mesma competição no ano seguinte, até vencer o tradicional torneio de base e ser um dos destaques, inclusive na disputa de pênaltis contra o Corinthians. Por sinal, o técnico era ele mesmo: Zé Ricardo.
Torcedor do Flamengo, o garoto Thiago chegou a cornetar nas redes sociais o lateral-esquerdo João Paulo, por um erro na Libertadores de 2014. No Twitter, desabafou e pediu para o jogador "ser banido do clube”.
Pênalti perdido e herói na Copinha
Na conquista da Copinha em 2016, protagonizou duelo na disputa de pênaltis decisiva contra o Corinthians. Thiago bateu a cobrança, mas o goleiro alvinegro defendeu e provocou, ao dizer que “goleiro não bate pênalti”. A resposta veio rápida, com a defesa de Thiago em outra cobrança dos paulistas. O título ficou com o Rubro-Negro.
Como faz com Muralha antes das partidas, o preparador Victor Hugo treina bastante saída de jogo com os pés junto aos goleiros. O camisa 38 não mostra lá muita intimidade com a bola, mas Thiago, que treina há mais tempo, já evoluiu bastante e é superior ao atual titular do gol do Flamengo. Bem avaliado pelo departamento de futebol, Thiago pode ter a chance de ganhar a posição a partir de domingo, quando o Flamengo enfrenta o Avaí, em Florianópolis.
Postar um comentário