O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Flu e Cruzeiro empatam e terminam rodada fora do G-6

Em um duelo de poucas oportunidades de gol, Fluminense e Cruzeiro empataram, nesta quinta-feira, em 1 a 1 pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Flu e Cruzeiro ficaram no empate (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
Cada time dominou uma etapa, mas o placar final não deve ter agradado nenhum dos técnicos, e, de fato, não agradou a torcida tricolor presente no Giulite Coutinho, que vaiou a equipe ao término do confronto.
A igualdade mantém os times separados por um ponto na tabela do Brasileirão: a Raposa tem 22, enquanto o Tricolor tem 21. Domingo, a equipe de Abel Braga volta a jogar no Rio de Janeiro: recebe o Corinthians no Maracanã, às 16h. O clube celeste encara o Avaí, no mesmo dia e horário, no Mineirão.
O gramado do Giulite Coutinho, apesar de visualmente parecer bom, atrapalhou demais o início do jogo. A cada passe ou dividida, voava areia para todos lados e, tanto o Cruzeiro quanto o Flu, tiveram muita dificuldade para rodar a bola.
Assim, os primeiros lances de perigo foram em chutes de longe, os quais os goleiros Júlio César e Fábio defenderam sem maiores problemas. Com um time mais experiente, o Cruzeiro se adaptou mais rápido às condições do campo e passou a dominar o jogo, com Thiago Neves carimbando a bola no meio-campo celeste.
Quando a defesa tricolor deu espaço, o camisa 10 invadiu a área e encontrou Sassá livre de marcação. O atacante fez 1 a 0 sem dificuldades. A resposta do Flu foi imediata. Wendel deu ótimo passe para Richarlison, que ganhou na velocidade de Lucas Romero e foi derrubado na área. Até então, os meio-campistas do Tricolor se limitaram a trocar passes laterais.
O próprio Richarlison foi para a cobrança e repetiu o estilo e a eficiência de Henrique Dourado, lesionado: 1 a 1 aos 41 minutos da etapa inicial. Alívio para o Tricolor, que voltou mais ligado após o intervalo.
A queda de rendimento do Cruzeiro foi grande, mas a melhora do time de Abel Braga também se deu pela maior participação de Scarpa, que não foi bem no primeiro tempo. 
O Flu passou a abrir o jogo e usar bem as laterais, com Léo chegando bem à linha de fundo. Mas, quando a defesa celeste não travou o cruzamento, o experiente Fábio apareceu bem e defendeu as finalizações de Richarlison e Gustavo Scarpa.
Abel trocou o inoperante Pedro por Calazans, visando explorar a velocidade do meia-atacante pela esquerda. Mano Menezes respondeu com as entradas de Rafael Marques, Raniel e Bryan, mas a atuação celeste na etapa final continuou sofrível. 
O fim do jogo foi se aproximando e as chances de gol foram tornando-se cada vez mais raras. Quando Scarpa recebeu livre na área e, cara à cara com Fábio, finalizou para fora, o Flu desperdiçou a chance da segunda vitória consecutiva e o empate deixou os dois times fora do G6.

Fonte: Yahoo
Postar um comentário