O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Jones brilha em coletiva, e tira camisa para intimidar Cormier na encarada Ex-campeão dos meio-pesados provoca - e irrita -, o campeão com suas declarações. Os dois precisam ser contidos por Dana White após a entrevista, e "DC" sai vaiado

Por Direto de Los Angeles, EUA

Jones não está para brincadeira. O ex-campeão peso-meio-pesado do UFC não perdeu nenhuma oportunidade de provocar seu arquirrival e adversário no próximo sábado, Daniel Cormier, na coletiva do UFC 214, que aconteceu na tarde desta quarta-feira, em Los Angeles. A intensa troca de farpas durante toda a conferência ofuscou os outros quatro lutadores presentes (Cris Cyborg e Tonya Evinger, que disputam no sábado o cinturão vago do peso-pena feminino da organização, e Demian Maia e Tyron Woodley, que lutam pelo título dos pesos-meio-médios). Na aguardada hora das encaradas, Jones tirou a camisa exibindo sua ótima forma física. A encarada entre os dois foi intensa, e Dana White teve trabalho para mantê-los afastados, mesmo sem nenhuma menção de agressão de parte a parte. No fim, depois de Jones deixar o palco, Cormier ergueu os braços na direção dos fãs e foi vaiado até sua saída de cena.
Daniel Cormier x Jones Jones encarada coletiva UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)Daniel Cormier x Jon Jones em encarada após a coletiva do UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)

O ambiente não era luxuoso ou amplo. A atmosfera se assemelhava à de uma pequena, porém vibrante, arena, que mal conseguia conter duas personalidades tão grandes quanto diferentes entre si. De um lado, o mais contido campeão Daniel Cormier. Do outro, o controverso ex-campeão, Jon Jones. Os dois, que protagonizam a maior rivalidade do MMA na atualidade, e talvez da história, travaram um duelo verbal diante de dezenas de fãs. A esperada atmosfera de rivalidade, provocação e excitação entre os dois e os fãs deu o tom do evento, que durou pouco mais de uma hora.
Logo que adentraram o ambiente, com as luzes apagadas, Cormier e Jones foram saudados por vaias e aplausos, que se confundiam dentro do salão. Separados fisicamente por Dana White, que mediava a coletiva, os dois lutadores inicialmente não dirigiram olhares ou palavras ao outro - ainda assim, havia dois seguranças sentados logo atrás dos dois. Jones era claramente o favorito dos fãs, e se mostrava relaxado. Tão relaxado a ponto de dizer a um repórter que não gostava dele, e não responderia sua pergunta.
Jon Jones coletiva UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)Jon Jones mostra o "tanquinho" após ser acusado de parecer um "mulambo" por Cormier (Foto: Evelyn Rodrigues)
Os dois, no entanto, não demoraram a se provocar, principalmente o ex-campeão, que após ouvir Cormier dizer que achava que ele havia se dopado e que atualmente estava gordinho, levantou-se e mostrou o abdôme musculoso para perguntar quem estava acima do peso. Em seguida, devolveu a provocação, dizendo que quem parecia gordinho era o próprio Cormier, que se escondia em um terno. 
- Eu comecei a fazer levantamento de peso, quatro dias na semana, comecei a aumentar muito o peso, então como eu consegui isso sem esteroides? - disparou "Bones", se referindo ao abdôme trincado.
Daniel Cormier declarou que Jones esteve "limpo" na luta contra Ovince St-Preux, porém, atuou "como um vagabundo". A alfinetada do atleta da AKA não passou batida.
- Então quando eu estava mais forte, eu estava limpo? Eu estou com o abdôme rasgado. Quem parece um viciado hoje? Você parece um cracudo de terno - espetou Jones.
Daniel Cormier x Jon Jones coletiva UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)Daniel Cormier e Jon Jones trocam farpas, enquanto Dana White fica no fogo cruzado (Foto: Evelyn Rodrigues)





As provocações continuaram, passando pelas suspensões de Jon Jones, pelas declarações dadas pelos dois lutadores antes e depois da primeira luta entre eles, a ponto de Cormier dizer que, se houver algum problema após o evento, eles poderiam resolvê-lo em qualquer lugar. Após ouvir que era o único campeão dos "pesos-mais-que-meio-pesados", por ter feito uso de um truque com a toalha para bater o peso na segunda luta contra Anthony Johnson, em abril, no UFC 210, Cormier disse que Jones não era ninguém para julgá-lo, e que deveria calar a boca, antes que ele a fechasse ali mesmo.
Aliás, o polêmico episódio da toalha foi um tiro no pé de Cormier. "DC" brincou ao falar do atual corte de peso, declarando que, por precaução, levaria o objeto para se pesar. Neste momento, foi interpelado pelo desafeto.
- Tecnicamente, você devia ter dado 20% da sua bolsa ao seu adversário, porque você não bateu o peso. Você é o campeão da categoria 93,5kg do mundo.
Cris Cyborg, coletiva de imprensa, UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)Cris Cyborg faz pose para fotos e sorri (Foto: Evelyn Rodrigues)
Além de Jon Jones, o único integrante do UFC aplaudido pelos cerca de fãs que compareceram na coletiva foi Cris Cyborg. A atleta, que disputa com Tonya Evinger o título vago dos penas, se disse aliviada por lutar na categoria em que se tornou campeã mundial, o peso-pena (até 65,8kg), após duas lutas no peso-casado de 63,5kg.
- Foi mais fácil (a perda de peso), fiz um camp muito feliz, voltando para a minha divisão, isso mudou meu comportamento. Treinei feliz e isso faz a diferença, vocês vão ver no sábado. Nas outras vezes tive dificuldades por conta do peso-combinado. Estou há 12 anos invicta então acho que vai ser um show violento. Será o show da Cyborg.
Sempre muito tranquilo em suas respostas, Demian Maia não foi tão requisitado. O paulista reforçou que realizou um camp curto, mas proveitoso, e que corrigiu erros nas cinco semanas que teve para se preparar, contando com a semana da luta.
Já Woodley teve o maior momento ao ouvir de Dana White que o plano para os meio-médios era que o vencedor da luta entre ele e Demian Maia enfrentaria Georges St-Pierre em novembro, provavelmente no UFC Nova York. Woodley disse que era preciso combinar com Michael Bisping, e o presidente da organização acabou com a chance do inglês enfrentar GSP.
Tyron Woodley x Demian Maia coletiva UFC 214 (Foto: Evelyn Rodrigues)Tyron Woodley x Demian Maia: encarada séria dos lutadores do peso-meio-médio (Foto: Evelyn Rodrigues)


- O trem passou para Michael Bisping. Se você vencer no sábado, será o adversário de Georges St-Pierre em Nova York. A equipe dele está aqui para conversarmos, e esse é o plano.
canal Combate transmite o UFC 214 ao vivo no sábado a partir de 19h15 (horário de Brasília). O Combate.com acompanha em Tempo Real, com vídeo ao vivo das duas primeiras lutas do card preliminar. Nesta sexta-feira, site e canal exibem a pesagem cerimonial ao vivo a partir de 20h50. 

Confira a programação completa:

UFC 21429 de julho, em Anaheim (EUA)
CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília):Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Jon Jones
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Demian Maia
Peso-pena: Cris Cyborg x Tonya Evinger
Peso-meio-médio: Robbie Lawler x Donald Cerrone
Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Volkan Oezdemir
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h30, horário de Brasília):Peso-pena: Ricardo Lamas x Jason Knight
Peso-casado (63,5kg): Aljamain Sterling x Renan Barão
Peso-pena: Renato Moicano x Brian Ortega
Peso-pena: Andre Fili x Calvin Kattar
peso-palha: Kailin Curran x Alexandra Albu
Peso-mosca: Eric Shelton x Jarred Brooks
Peso-leve: Josh Burkman x Drew Dober
Postar um comentário