O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Vasco é um dos que mais utilizam a base no Brasileirão 2017 Conheça um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido na Fábrica de Craques do Gigante da Colina

Por: Carlos Gregório Júnior
São Januário, Rio
image
Levantamento sobre os times que mais colocaram jogadores da base para atuar- Arte: Footstats

Um levantamento do Footstats colocou o Vasco entre os líderes no ranking de aproveitamento de jogadores oriundos das categorias de base. Considerando a soma dos minutos jogados por cada um desses atletas (2.675'), o Cruzmaltino só é superado por Grêmio, Atlético Paranaense, Fluminense e Corinthians. Analisando a quantidade de jovens utilizados ao longo do torneio (12 J), o Gigante da Colina sobe mais uma posição, ficando atrás apenas dos três primeiros clubes citados anteriormente. Os números evidenciam a raiz formadora do Almirante e mostram que a Fábrica de Craques segue em pleno funcionamento no Complexo Esportivo de São Januário.

O processo de formação do Gigante da Colina se inicia no futsal, de onde surgiram inúmeros craques, casos de Felipe, Pedrinho, Souza, Alex Teixeira, Allan e Phillippe Coutinho. O Vasco da Gama é o único clube do Rio de Janeiro a possuir  um trabalho voltado para crianças que possuem idade inferior a sete anos. Além de oferecer todas as condições de treinamento, como modernas dependências e o acompanhamento de profissionais das mais diversas áreas, o clube possui uma metodologia específica e que respeita a faixa etária de cada uma das crianças. Os pequenos aprendem desde cedo a história do clube, assim como o grito de Casaca e as demais tradições, tornando-se assim vascaínos de raiz.

A transição para o futebol de campo começa ainda na categoria sub-07, de forma gradativa, sem o número máximo de jogadores determinados para a realização de uma partida. A estratégia tem feito sucesso e, sem dúvidas, é responsável pelo excelente rendimento do Gigante da Colina nos torneios promovidos para as categorias iniciais, que englobam também equipes sub-09, sub-11 e sub-13. É o Vasco da Gama que possui o melhor aproveitamento nas competições do Rio de Janeiro para essas faixas etárias. Em 2016, dos oito campeonatos promovidos com chancela da FERJ, o Cruzmaltino conquistou quatro títulos estaduais e obteve dois vice-campeonatos. Na atual temporada, o Almirante já acumula dois títulos no pré-mirim: o Festbolin sub-10 e a Copa Dente de Leite sub-11.
image
Sub-11 conquistou a Copa Dente de Leite 2017- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O sub-15 e o sub-17 não levantaram troféus nos últimos anos, porém se o maior objetivo da base é a formação de jogadores de qualidades, essas equipes também podem ser consideradas campeãs. É comum ver atletas serem convocados para a Seleção Brasileira e/ou serem promovidos para uma categoria superior, caso recente do atacante Paulinho, que possui idade para atuar no sub-17, foi promovido para o sub-20 e já chegou a ser relacionado para uma partida do profissional. O meia Robinho e o atacante Paulo Vitor, que hoje são titulares da equipe júnior, faziam parte do elenco juvenil no ano passando, quando o mesmo fez a melhor campanha da história do Vasco na Copa do Brasil da categoria. O último, inclusive, já estreou no time de cima.

O trabalho da "Fábrica de Craques" vai indo de vento em popa na categoria júnior. Além de ter feito a melhor campanha dos últimos 15 anos na Copa São Paulo, o sub-20 recuperou o respeito nacional com o excelente desempenho na Copa do Brasil. O Vasco acumulou triunfos sobre América Mineiro, Vitória e São Paulo (vencedor das edições de 2015 e 2016) e chegou ao segundo jogo das semifinais com 100% de aproveitamento, sendo eliminado apenas nos últimos minutos pelo campeão Atlético Mineiro. No Estadual, o Cruzmaltino deixou os rivais Botafogo, Flamengo e Fluminense para trás e conquistou os dois primeiros turnos (a Taça Guanabara e a Taça Rio). Oito jogadores do time foram promovidos aos profissionais (o goleiro João Pedro, o zagueiro Ricardo, o lateral Alan, os volantes Andrey e Cosendey, o meia Mateus Vital e os atacantes Paulo Vitor e Paulinho) e outros serão observados em breve (o lateral Luan e os meias Dudu e Robinho).
image
A utilização de jogadores de base no Vasco da Gama no Brasileirão 2017- Arte: Marcelo Azalim/Vasco.com.br
Postar um comentário